Qual foi o momento mais marcante para o futebol brasileiro em 2013?


Muitos momentos marcaram o futebol brasileiro no ano de 2013. Alguns foram tristes, de violência. Outros de muito felicidade, dando aos times do país muitos motivos para comemorar. E no último programa do ano, o “Arena SporTV” quer saber: O que foi mais marcante para o futebol brasileiro?

jogadores brasil troféu final copa das confederações (Foto: André Durão / Globoesporte.com) Capitão Thiago Silva levanta a taça de campeão

(Foto: André Durão / Globoesporte.com)

Em 30 de junho de 2013, o Seleção Brasileira mostrou que ainda deve ser temida. E muito. Contra uma Espanha favorita e campeã do mundo, o desacreditado time de Felipão mostrou sua força e fez uma linda festa em casa ao vencer a decisão da Copa da Confederações por 3 a 0. O país do futebol e sede da Copa do Mundo de 2014 iniciou naquele dia a trajetória para o grande evento. O capitão Thiago Silva levantou a taça, e a seleção brasileira se tornou campeã da competição pela quarta vez. Os gols na final foram marcados por Fred (dois) e Neymar, que foi eleito o melhor jogador da partida. A Roja não perdia há 29 partidas oficiais.



No dia 24 de julho, o Atlético-MG conquistou o título mais importante da sua história, a Taça Libertadores . Depois de perder para o Olimpia no jogo de ida, no Paraguai, por 2 a 0, o Galo tinha 90 minutos para fazer dois gols para conseguir levar o jogo à prorrogação e aos pênaltis. E foi o que fez o Alvinegro. Com 2 a 0 no placar, gols de Jô e Leonardo Silva, o time mineiro levou a partida para o tempo extra, que terminou em 0 a 0. Nas penalidades, o resultado foi de 4 a 3 em campo, e milhares de gritos de campeão dos torcedores nas arquibancadas, que lotaram o Mineirão.



Já no Mundial , a campanha do Galo deixou a desejar e decepcionou os milhões de torcedores alvinegros. Em 18 de dezembro, mais um brasileiro perdeu para um time africano na semifinal da competição. O Atlético-MG repetiu a história do Internacional, de 2010, que foi derrotado pelo Mazembe, e perdeu para o Raja Casablanca , deixando escapar a chance de enfrentar o Bayern de Munique na final e se tornar o mais novo campeão do mundo.



Para o grande rival do Galo, o ano também foi de conquista. Após dez anos do título histórico do Cruzeiro de Alex, a Raposa novamente dominou o Campeonato Brasileiro.

Cruzeiro levanta a taça (Foto: Reprodução / TV Globo Minas) Cruzeiro campeão brasileiro de 2013

(Foto: Reprodução / TV Globo Minas)

Com campanha impecável, o Cruzeiro se sagrou campeão com quatro rodadas de antecedência, no dia 13 de novembro, quando derrotou o Vitória por 3 a 1. O time nem precisava entrar em campo, já que o Criciúma havia derrotado o Atlético-PR em jogo realizado mais cedo.



A Raposa terminou a competição com 76 pontos, maior número de vitórias (23 ao total, cinco a mais que Grêmio e Atlético-PR), melhor ataque (72 gols), apenas oito derrotas e terceira melhor defesa do campeonato, atrás apenas de Corinthians e Grêmio.



A torcida celeste também teve grande participação na conquista do Cruzeiro, lotando o Mineirão, no qual apoiou e empurrou o time em todos os momentos, transformando o estádio em um verdadeiro caldeirão.



Em 27 de novembro, outro grande clube do país fechou o ano com chave de ouro. Depois de passar por temporada conturbada, o Flamengo salvou a campanha de 2013 com o título da Copa do Brasil . Após empatar em 1 a 1 com o Atlético-PR, na partida de ida da final, o Rubro-Negro carioca precisava apenas do empate sem gols para ser campeão. Mas com o Maracanã lotado por quase 70 mil torcedores, o time deu de presente para a torcida uma vitória por 2 a 0, com gols de Elias e Hernane, nos minutos finais do duelo. O “Brocador” ainda foi o artilheiro do campeonato, com oito gols.



Porém, o ano de 2013 não foi só de conquistas e festa. O futebol brasileiro também passou por momentos tristes e foi marcado, novamente, pela violência . O caso mais sério aconteceu no jogo entre Atlético-PR e Vasco , em 8 de dezembro, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, em Joinville. O jogo que tinha o Furacão como mandante era para ter sido lembrado como o dia em que o Rubro-Negro conquistou uma vaga na Libertadores de 2014 e o Vasco foi rebaixado para a Série B, questões que são resolvidas dentro de campo. Mas, ao protagonizarem cenas de barbárie, torcedores que viraram manchete da partida.

confusão torcida Atlético-PR e Vasco jogo (Foto: Gustavo Rotstein) Confusão entre torcidas do Atlético-PR e do Vasco

(Foto: Gustavo Rotstein)

A briga paralisou o jogo aos 17 minutos do primeiro tempo, quando os paranaenses venciam por 1 a 0. Um grupo de torcedores do Furacão e outro de vascaínos trocaram socos e pontapés, na área que dividia as duas torcidas. Em pequeno número, policiais militares demoraram a agir e, somente depois de vários minutos de confusão, alguns soldados apareceram para conter o tumulto. Quatro pessoas foram levadas para o Hospital São José, em Joinville. Depois de uma hora e dez minutos, a partida voltou a ser disputada e o Rubro-Negro venceu por 5 a 1. A confusão chegou a ser divulgada no exterior, manchando a imagem do país, que sediará a Copa do Mundo de 2014.



Outro fato que roubou a cena em 2013 foi a interferência extracampo na tabela do Campeonato Brasileiro. Após a última rodada da competição, Fluminense, Vasco, Ponte Preta e Náutico eram os times rebaixados para a Segunda Divisão. Porém, com a irregularidade na escalação de dois jogadores na última rodada do Brasileirão, o rumo do campeonato mudou. Héverton, meia da Portuguesa , havia sido suspenso por dois jogos pelo STJD, por conta de uma expulsão contra o Bahia na 36ª rodada, e entrou no segundo tempo da partida contra o Grêmio, no Canindé, pela 38ª. Já André Santos, do Flamengo , foi expulso contra o Atlético-PR na segunda partida da final da Copa do Brasil, no dia 27 de novembro, e pegou um jogo de gancho. Mesmo assim, enfrentou o Cruzeiro na última rodada.



Os casos foram julgados no STJD, e Lusa e Fla foram punidos, perdendo quatro pontos no Brasileiro. A pena tirou a Portuguesa da Série A e salvou o Fluminense , até então rebaixado.

Fonte: Globo Esporte

{ 0 Comentários… add one }

Faça um comentário