Alex diz que espera definição do Coritiba para decidir seu futuro


 

Em Curitiba, Alex tem uma semana cheia de compromissos antes de encarar as férias com a família. Após um ano incomum, o craque divide a primeira semana sem futebol entre tarefas pessoais, palestras e na expectativa das novidades no Coritiba. Na noite de terça-feira, o capitão alviverde participou de um debate e falou mais sobre o Bom Senso F.C. na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Entre uma conversa ou outra, o desabafo de Alex com o presidente Vilson Ribeiro de Andrade é lembrado. As pessoas querem saber se ele vai sair ou não do Coxa. O jogador brincou com as especulações e garante que não tem nada definido. No momento, ele se intitula como jogador coxa-branca, com programação para se reapresentar no dia 9 de janeiro – junto com os colegas.

– Estou bem, preocupado mas ao mesmo tempo estou bem tranquilo. Primeiro porque tenho contrato. Saí do jogo de domingo contra o São Paulo com a programação feita para me apresentar no dia 9 de janeiro com o restante do elenco. Então essa é a única situação real. As outras coisas são meras especulações. Atendo o telefone e já brincam para onde to indo, quem está me levando, mas realmente não tem nada – disse em entrevista ao Globo Esporte.

 Para mim, o Coritiba é um mistério em 2014. A gente não tem treinador, não sabe quem vai tocar o futebol

Alex

Mais calmo e sem a necessidade de desabafar, Alex só reforça que existe uma necessidade em conversar com o presidente coritibano, para esclarecer alguns pontos e saber do futuro alviverde para 2014. Antes, o jogador aguarda a definição do novo técnico, que será apresentado na quinta-feira. O favorito é Dado Cavalcanti.

– A única coisa diferente que talvez não necessitasse, caso tivéssemos tido um ano melhor, seria conversar com o clube, com o presidente Vilson, com a diretoria. Mas isso acho necessário porque foi um ano complicado, tirando essa conversa diferente, saio de férias normalmente.

O contrato de Alex com o Coritiba segue até dezembro de 2014, mas não é uma garantia. Enquanto as questões dele não forem respondidas, Alex não vai dar certeza sobre o clube que vai defender.



– Hoje não, porque tenho que ver a situação do clube, o que o presidente imagina. Para mim, o Coritiba é um mistério em 2014. Eu não tenho uma preocupação como jogador, tenho como torcedor. Que Coritiba vamos ver? A gente não tem treinador, não sabe quem vai tocar o futebol. Vi que o presidente vai dar uma coletiva na quinta anunciando os rumos do futebol. Então acredito que depois disso vamos saber os rumos do Coritiba para 2014.

Alex Coritiba treino (Foto: Divulgação / Site oficial do Coritiba) Alex quer ver a situação do Coritiba antes de conversar com outros clubes (Foto: Divulgação / Site oficial do Coritiba)

Propostas de Palmeiras e outros clubes brasileiros

Alex não nega o interessa que ele desperta em outros clubes brasileiros, inclusive Palmeiras e Cruzeiro – clubes em que ele é ídolo. Ele se espanta com o assédio do futebol nacional por um jogador que vai completar 37 anos em 2014.

– Tenho há muito tempo. E isso que me deixa assustado, porque estou beirando os 37 anos e não imaginava que isso fosse chegar para mim dessa forma. 

Para pensar nestas propostas, eu tenho que ouvir o Coritiba que é meu clube hoje, o clube que tenho contrato
Alex

 Mesmo assim, a prioridade dele é o Coritiba. Se o clube paranaense, que ele é torcedor de coração, provar que pode fazer uma boa temporada, ele segue até o final do contrato.

– As propostas estão lá guardadas, a gente sabe de quem são, como são, aquilo que imaginam. Mas para pensar nestas propostas, eu tenho que ouvir o Coritiba que é meu clube hoje, o clube que tenho contrato. E tenho que conversar com o presidente para ver o rumo das coisas dentro do clube – deixou bem claro Alex.

Balanço do ano

O ano foi atípico para Alex. Depois de oito anos na Turquia, a adaptação do craque foi rápida. No próprio Campeonato Paranaense o jogador mostrou um futebol de qualidade e terminou como artilheiro, com 15 gols. O mesmo embalo levou Alex a um bom começo de Brasileirão, disputando a artilharia do campeonato.

Mas uma lesão inédita fez Alex começar um período de altos e baixos. Na sequência, o jogador sofreu uma luxação no dedo do pé esquerdo, que fez o atleta atuar no sacrifício até o final do ano. Na avaliação dele, o ano foi de um jogador regular, com uma temporada normal.

– Não sei, não parei para pensar nisso. Acredito que tenho jogado em um bom nível sai satisfeito com meus números. Fiz jogos bom, fiz jogos ruins, foi uma temporada individualmente normal.

Dado Cavalcanti no Coritiba

O capitão Alex evita em falar sobre a possibilidade do técnico Dado Cavalcanti assumir o Coritiba. Sem ter certeza, o jogador prefere esperar o anúncio, mas ressaltou que o perfil de Dado é bom.

Dado Cavalcanti Paulinho Paraná Clube (Foto: Fernando Freire) Alex disse que não é problema Dado Cavalcanti ser um técnico jovem (Foto: Fernando Freire)

– O presidente ainda não colocou o Dado como treinador. Agora independente se ele vem para o Coritiba ou não, ele fez um belo trabalho no Mogi Mirim. No Paraná a gente acompanhou a distância torcendo para que retornasse, e durante um momento todos achavam que o Paraná retornaria com certa facilidade, mas deve ter acontecido alguns problemas dentro do clube que fez com que o Paraná não conseguisse o acesso.

O jogador disse que não vê problema em ele ser jovem, lembrando que o Coxa foi treinado por Marquinhos Santos no início do ano. Ambos são mais jovens que o próprio Alex. Dado tem 31 anos, enquanto Marquinhos está com 34.

– As informações de gente que conheço que trabalharam com ele, são boas. A idade não é uma coisa que pra mim seja problema, trabalhei com o Marquinhos, que é um treinador que tem muita competência. Todos falam muito bem do Dado. Mas oficialmente eu não posso falar dele como treinador do Coritiba, porque ninguém passou nada para nós – completou.

A reunião de Alex com o presidente do Coritiba deve ficar para a próxima semana, após o clube apresentar o novo treinador e definir quem vai comandar o futebol alviverde. Só depois que ele vai decidir se conversa ou não com outro clube, como o Palmeiras.

Fonte: Globo Esporte

{ 0 Comentários… add one }

Faça um comentário